Bem-Vindo(a) ao Tales of Winterfall
Registre-se para ter acesso a todos os fóruns do RPG e poder interagir com os players. Usuários também podem criar fichas e iniciar seu personagem na história.
Login Registrar-se

Foto

Meio-Elfos, os frutos da guerra.



  • Por favor, inicie sesión para responder

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

#1
Fuera de línea
em Sab Jul 30, 2016 6:34 pm


avatar




Meio-elfos, os frutos da guerra.

Após a queda de Lenórienn e a fuga para WinterFall, os elfos se viram forçados a viver nos reinos humanos e misturar-se com outras raças. O antigo orgulho e arrogância não tinham mais lugar; hoje esses sentimentos estão esquecidos, enterrados fundo, ou pelo menos bem disfarçados.
A convivência com outros seres desperta nos elfos emoções diversas. Uns odeiam cada momento, do fundo de seus corações seculares. Outros descobriram nos humanos um povo apaixonante, intenso, que vive pelo momento. E outros, como servos ou escravos, simplesmente não têm direito a opinião, guardando para si mesmos o que sentem. Assim, por amor ou violência, humanos e elfos cruzam. Nascem meio-elfos.
Fenômeno mais ou menos recente, somente há pouco tempo os meio-elfos passaram a fazer parte da história de WinterFall. Mesmo assim, muitos já deixaram sua marca e inspiram indivíduos de todas as raças a serem maiores do que são. Eles são cada vez mais comuns, nascendo em maior número que elfos “puros”. Hoje, o nascimento de meio-elfos é a regra, não a exceção.

Personalidade: Como ocorre com os humanos, meio-elfos são reflexos das circunstâncias de seu nascimento e do ambiente onde foram criados.
Quando nascem da violência, tendem a ser ainda mais amargurados e frustrados que os elfos puros. Quando criados em famílias humanas, mostram-se mais perseverantes e adaptáveis, menos ligados ao passado: adotam atitude positiva e simbolizam a superação da tragédia élfica.
Raros são os meio-elfos que podem dar-se o luxo de mostrar arrogância ou desprezo por qualquer ajuda. Por isso, mesmo quando exibem no comportamento a tragédia dos elfos (ou de suas próprias vidas), costumam valorizar companheirismo e amizade.

Aparência: A maioria das pessoas não percebe imediatamente a diferença entre um elfo e um meio-elfo. Isso é algo que costuma irritar alguns elfos profundamente...
Meio-elfos têm a mesma altura e peso dos humanos. Têm olhos amendoados, orelhas pontudas e traços delicados, mas nada tão acentuado quanto nos elfos puros. Também não apresentam qualquer traço exótico possível para os elfos, como cauda ou patas (embora cabelos cromáticos possam ocorrer).
Embora elfos e humanos sejam parecidos fisicamente, os meio-elfos são um meio-termo entre essas duas raças. Sua cor de pele pode variar do escuro ao claro mais albino, passando por todos os intermediários — embora os meio-elfos mostrem tendência a tons mais claros. São mais musculosos que os elfos, e podem ser até mais massivos que um humano típico. Como seus pais humanos, podem desenvolver barba. Meio-elfos com pai ou mãe tamuranianos são considerados de grande beleza exótica.
Meio-elfos costumam viver em média duas vezes mais que um humano, atingindo mais de 150 anos de idade.

Relações: Por sua própria natureza, meio-elfos tendem a ser um dos povos mais tolerantes de WinterFall. Convivem e trabalham bem com indivíduos de qualquer raça, ou grupos de pessoas de raças variadas.
Às vezes sofrem preconceito, especialmente por parte dos elfos, que enxergam nos “mestiços” um sinal de sua própria decadência e extinção. Mas são normalmente bem-vindos entre os humanos, por sua beleza e boa índole.

Tendência: A natureza híbrida dos meio-elfos se reflete também em seu comportamento e personalidade — eles não gostam nem de regras muito rígidas, nem de liberdade sem responsabilidade.
Assim como os humanos, os meio-elfos abraçam o mal ou lutam pelo bem em proporções iguais. Mas, no geral, são positivos e evitam comportamentos extremos. A tendência típica de um meio-elfo é Neutro e Bom.

Terras dos Meio-elfos: Assim como os elfos, meio-elfos não têm lar e vivem nos reinos de outras raças (quase sempre humanos), exercendo atividades diversas conforme suas aptidões. Eles conseguem ser tão adaptáveis quanto os humanos — talvez até mais,
forçados pela necessidade. Por isso, mesmo com o crescimento de sua população, misturam-se perfeitamente a outras culturas, sem nenhuma tendência especial a formar comunidades próprias.
Assim, a cultura de um meio-elfo espelha a região onde foi criado; a raça não tem uma cultura mista. Ainda.

Religião: Diferente de elfos e humanos, os meio-elfos não foram criados por uma divindade específica. Assim, não se sentem impelidos a venerar este ou aquele deus. Quando o fazem, a divindade escolhida é aquela que mais se aproxima de sua própria natureza e personalidade.

Idioma Meio-elfos falam o idioma de onde foram criados. A maior parte deles não fala élfico — fato que entristece ainda mais os elfos puros.

Aventuras: Os meio-elfos pertencem à raça de cada um de seus pais; ao mesmo tempo, não pertencem a nenhuma das duas. Muitos não se sentem à vontade com nenhum dos dois povos. Assim, se aventuram — não necessariamente em busca de tesouros, fama ou renome, mas de sua própria identidade e seu lugar em WinterFall.
Dada essa curiosidade natural, muitos meio-elfos abraçam as artes e se tornam bardos, coletando histórias e viajando por todo o mundo. Carreiras de swashbuckler, guerreiro e ladino também são comuns. Muitos às vezes se tornam feiticeiros, devido à natureza
mágica de seus parentes élficos.

Traços Raciais:• +2 Destreza, +2 em outra habilidade à escolha do jogador (exceto Constituição).
• 1 perícia treinada extra, que não precisa ser escolhida entre suas perícias de classe.
• +2 em testes de Identificar Magia e Percepção.

Ver perfil do usuário

Mensagem [Página 1 de 1]