Ambientação
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.
Últimos assuntos
» Voltar com o fórum.
por DIO Sab Out 28, 2017 10:07 am

» Bardo
por Eight D. Lancelot Qui Out 19, 2017 5:52 pm

» Bárbaro
por Eight D. Lancelot Ter Out 17, 2017 11:31 am

» Lista de Poderes
por Reficul Dom Out 15, 2017 11:04 am

» Tudo sobre Poderes
por DIO Sab Out 14, 2017 11:01 pm

» [Sistema] Quests: Trama, Missões e Aventuras
por Eight D. Lancelot Qua Out 11, 2017 2:48 pm

» Perícias e Habilidades de Personagem
por DIO Seg Out 09, 2017 9:48 pm

» [Evento] Beta Tester
por Kdechi Ter Jan 31, 2017 10:03 pm

» sugestãozinha
por Weeld Dom Jan 15, 2017 3:09 am

» [Raça Mística] Elfos
por Beorn Ter Jan 10, 2017 11:10 pm

Prêmios
Nombre apellido
Mejor héroe
Nombre apellido
Mejor Villano
Nombre apellido
PJ más activo
Parceiros

Élite 0/40

Halflings, os queridos de WinterFall.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Halflings, os queridos de WinterFall.

Mensagem por Loki em Sab Jul 30, 2016 2:50 pm


Halflings, os queridos de WinterFall.

Se existe um povo amante do conforto, são os halflings. Tão pequenos em ambição quanto no tamanho, para serem felizes precisam apenas de boa comida, roupas macias e tocas aconchegantes, onde repousam com família e amigos. São um povo tímido — para gente tão pequena, tudo parece mais ameaçador —, mas mesmo assim amistoso e hospitaleiro.
Os halflings são a segunda raça não humana mais numerosa do Reinado. Eles habitam um reino próprio, Hongari, que em seu idioma significa “Terra da Felicidade”. Mas, apesar dessa população numerosa, não gozam de grande poder, prestígio ou influência política. Não se importam de ocupar um papel secundário ou até terciário — isso quando obrigados a ocupar algum papel! Enquanto os humanos são conhecidos (e até temidos) por sua grande ambição
e inquietude, os halflings são praticamente opostos. Não buscam confrontos, riquezas e riscos; preferem conforto, paz e silêncio.
Povo trabalhador e pacífico, os halflings gostam de levar a vida sem pressa. Quase todos preferem um vilarejo ou comunidade rural a agitados centros urbanos como Valkaria ou Vectora.
Esse comportamento é visto por alguns como sedentário e conformista, enquanto outros acreditam que os halflings estão certíssimos em preferir a calmaria.
O maior problema enfrentado por eles é o excesso de zelo dos anões (que insistem em ver os halflings como crianças), e seu maior temor é a ganância ou intrusão de outras raças em suas terras. Para muitos deles, esse temor vem se tornando realidade nas últimas décadas: o ganancioso Conde Ferren Asloth, regente de Portsmouth, passou a cobrar pesados impostos sobre os produtos dos halflings, que precisam atravessar seu reino para alcançar outros pontos do Reinado. Os pequeninos não têm muitas opções para resistir, aos poucos esmagados pelo poder do conde.

Personalidade: Os halflings são ligeiros, divertidos e simpáticos, queridos por quase todos os povos. Têm um senso de humor simples, intermediário entre a aspereza e rudeza dos anões e a sutileza e sarcasmo dos elfos; adoram pegadinhas e trapaças, desde que não envolvam ferir ou magoar ninguém. Entre amigos, são gentis e observadores, mas nunca atrevidos.
Hospitaleiros ao extremo, halflings não medem esforços para que seus convidados fiquem satisfeitos e confortáveis. Estão sempre procurando pretextos para jogos, diversões e refeições — aliás, mentem com naturalidade espantosa sobre o momento certo para uma nova celebração. Gostam de acomodações limpas e apropriadas, comida bem-feita e abundante e vestimentas leves e confortáveis. Mas sua companhia pode ser enfadonha quando excessivamente contentes ou encharcados de vinho...
Pouca coisa deixa um halfling mais triste que estar sozinho. Trancado em uma prisão, ele provavelmente fará amizade com ratos e morcegos, ou inventará amigos imaginários.

Aparência: Como sugere o nome, halflings têm metade da altura média de um ser humano — raras vezes ultrapassando 90 centímetros. Têm pés muito peludos e, em geral, não usam calçados de qualquer tipo. No geral, a cor da pele e dos cabelos dos halflings
se assemelha à dos humanos. A maioria tem cabelos encaracolados, embora isso não seja uma norma. As mulheres são ligeiramente mais baixas e leves, com feições mais delicadas que os homens.
O halfl ing típico veste roupas leves e práticas, sem deixar o conforto de lado. Gostam de tons castanhos e verdes, para melhor se esconder na floresta em caso de problemas. Mas também não dispensam um ou outro detalhe alegre, como gravatas e fitas de cores vivas.

Relações: Por seu aspecto inofensivo, simpatia e bom humor, halflings são muito queridos (ou pelo menos não incomodados) por quase todos os povos. Sua ausência de ambição também contribui para que não tenham inimigos; halflings não ocupam territórios cobiçados, nem acumulam tesouros mais caros que um ocasional queijo ou vinho raro. Mesmo em seu próprio reino, Hongari, eles vivem em harmonia com os não halflings (em especial os humanos) — e, em outras nações, são bem aceitos entre todas as raças.
A boa culinária halfling é famosa; as melhores tavernas do Reinado têm cozinheiros desta raça. Eles também são conhecidos como acrobatas, dançarinos e — sem muita surpresa — punguistas.
Apesar da fama como ladinos, seus “roubos” são vistos como brincadeiras, e seu sorriso de criança amolece o mais duro guarda de milícia. Desnecessário dizer, muitos deles se aproveitam disso para fazer carreira como ladrões e espiões excepcionais.
Elfos e lefou recebem atenção especial dos halflings; eles acham que todos os membros destas raças são infelizes, e fazem tudo ao alcance para alegrá-los (uma iniciativa sincera e bem intencionada, mas nem sempre muito bem recebida).

Tendência: A bondade é inerente ao coração dos halflings, sempre ansiosos por ver os outros felizes. No entanto, dão pouca importância a normas e leis, nem se incomodam em mentir para evitar aborrecimentos. A tendência mais comum para halflings é Caótica e Bondosa.

Terras dos Halflings: Hongari, o Reino dos Pequeninos, é a única nação do Reinado com uma grande população halfling — e, mesmo ali, os povoados humanos são mais influentes em política. Os demais vivem em vilarejos e tocas, quase sempre localizados em terras que não interessam a mais ninguém. Halflings quase nunca estão em conflito com qualquer outra raça. Não atacam ninguém, nem costumam ser atacados: vivem sossegados
e confortáveis em tocas, não pensando em nada além da próxima refeição, soneca ou cachimbada. Outros formam caravanas errantes, acampando perto de cidades de outras raças para negociar comida e artesanato com os locais.
Halflings vivendo em comunidades de outras raças também não chegam a ser raros. Fora de Hongari eles formam pequenas comunidades, o mais longe possível dos grandes centros, e causando o menor barulho possível. Quando realmente optam por viver em uma metrópole, os halflings quase sempre se organizam em guetos, tentando passar despercebidos pelas
“pessoas grandes”.

Religião: Embora não sejam extremamente religiosos, halflings têm grande simpatia pelo brincalhão Hyninn, deus criador da raça. Também veneram outros deuses, como Marah,
promotora da paz e do amor nas Terras da Felicidade, e Allihanna, mantenedora do equilíbrio natural e provedora de bons frutos.
Alguns habitantes de Hongari veneram Th yatis, o protetor e guia dos mortos para os Reinos dos Deuses, devido à influência dos habitantes de Triunphus. Nimb também figura entre seus favoritos.

Idioma Halflings têm idioma próprio, derivado do valkar — não sendo muito difícil àqueles familiares com um entender o outro. De fato, muitos halfling acreditam ser totalmente fluentes no idioma dos humanos, quando na verdade falam com forte sotaque e usam palavras existentes apenas em sua língua. A escrita halfling, no entanto, usa um alfabeto diferente.

Aventuras: Em vista de seu amor racial por conforto e segurança, halflings aventureiros são bem raros. Muitos são movidos por curiosidade e pelo desejo de ver coisas novas — para contar à família e aos amigos mais tarde! Outros são atraídos pelo companheirismo; poucos amigos são mais chegados que equipes de heróis, capazes de dar a vida uns pelos outros.
O halfling aventureiro quase sempre decide ser ladino — são praticamente nascidos para o ramo! Mas, por seu carisma natural, também é frequente que se tornem bardos e feiticeiros. Quando decidem lutar, halflings preferem classes que façam uso de sua alta Destreza para ficar fora de alcance e atacar à distância, como rangers e swashbucklers.

Traços Raciais:• +4 Destreza, +2 Carisma, –2 Força. Halflings são acrobáticos
e cativantes, mas fisicamente fracos.
• Tamanho Pequeno. Halflings recebem +4 em testes de Furtividade, mas precisam usar armas menores.
• Para halflings a perícia Acrobacia é baseada em Destreza, não em Força.
• +4 em testes de Enganação. Ninguém desconfia de um halflings.
avatar
Loki

Mensagens : 30
Data de inscrição : 07/07/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum